EFICÁCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO NOS SINTOMAS DE PACIENTES COM DEPRESSÃO

Eliane Jany Barbanti

Resumo


Exercícios físicos são indicados como parte do tratamento da depressão devido aos efeitos benéficos proporcionados na redução dos sintomas psicológicos, fisiológicos e comportamentais decorrentes da depressão.
Os sintomas depressivos são tópicos de vários estudos, uma vez que a depressão possui características e implicações próprias por influenciar diretamente na adesão de tratamentos.
O objetivo desde estudo foi verificar a melhora dos sintomas depressivos em pacientes com depressão que participaram em exercícios físicos avaliados através do Inventário de Depressão de Beck (BDI).
A amostra foi de 64 pacientes de idades entre 20 e 60 anos de ambos os sexos. No experimento, os participantes fizeram caminhara, e bicicleta ergométrica, exercícios localizados, alongamento, relaxamento e meditação.
Eles completaram o inventário de Beck para depressão (BDI) no início (pré) e no final (pós) de cada semestre letivo da Universidade de São Paulo-USP, composto de quatro meses cada semestre.
Os sintomas depressivos foram classificados: leves, moderados e graves, sendo considerados 10 o ponto de corte para depressão.
O resultado da análise estatística demonstrou que os exercícios produzem mudanças positivas nos seguintes sintomas de depressão: falta de satisfação, tristeza, autoacusações, irritabilidade, indecisão, fadiga, e distúrbio do sono

Palavras-chave


psicologia do esporte de reabilitação, o exercício físico, sintomas de depressão.

Texto completo:

PDF