[1]
B. C. de Oliveira, “A METODOLOGIA DA VACA: RASTROS PARA UM CAMINHO NA COMUNICAÇÃO DO SENSÍVEL”, Anais Interprogramas, vol. 1, fev. 2017.