EDIFÍCIO SEDE DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL

Autores

  • Yara Regina de Oliveira Universidade Católica de Brasília
  • Maurício Pinheiro da Costa Souza

Resumo

Durante uma visita de campo com alunos do curso de arquitetura e urbanismo,surgiu a motivação de fazer este exercício de estilo por dois motivos principais: o primeiro por se tratar de uma das últimaobras de Oscar Niemeyer em vida, cujo a descrição de certos elementos característicos do arquiteto podem ser observados,no âmago de sua realização, de maneira pedagógica. Em seguida pelo fato onde, história, arquitetura e engenharia interagem e são perceptíveis no processo de execução da estrutura do conjunto do edifício do Tribunal Regional Federal da 1° Região, no Setor Administrativo Federal de Brasília., Permitindo-se acompanhar o processo de opções estruturais, autoria do engenheiro Bruno Contarini e apresentados com pertinência pelo engenheiroMaurício Baccini, dos aspectos cons-trutivos em harmonia à composição arquitetônica. O artigo aborda, em primeiro um paralelo da evolu-ção plástica de implantação dos diferentes volumes do STR comrelação aos três outros Tribunais Federais geminados realizados em datas distintas.Fenômeno que é comparado com a metáfora dos princípios de atrações exercida entre as massa planetária e suas expansão. Em seguida, são apresentas duasoutras abordagens históricas vinculadas à plástica, ao uso e a estrutura do edifício; a) Espaços genuínos de engenharia entre as cisternas romanas e estacionamentos em subsolo do STR. b) A forma plástica histórica da arquitetura de retas, curvas e balanços e as soluções estruturais queguardam a coerência entre arquitetura e a engenharia contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

Artigos