SOBRE O BELO NA ARQUITETURA CLÁSSICA

Autores

  • Carolina da Rocha Lima Borges Universidade Católica de Brasília

Resumo

O cânone grego nos deixou como herança um padrão de beleza baseado no princípio da razão, de proporções agradáveis e de harmonia. A simetria possuía um significado para os gregos e romanos diferente do que temos hoje, estando mais ligada ao equilíbrio e à proporção do que ao espelhamento. Vitruvio, sempre levando muito a sério essas questões, escreve um conjunto de dez livros onde estabelece relações de proporção, comodulação, modenatura, eurritmia, etc. Seria um modo de conceber a obra de arte a partir de postulados, pois existiriam regras para isso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

Explicando