This is an outdated version published on 2022-06-27. Read the most recent version.

Quando maior concorrência aumenta preços: o efeito da criação da bandeira Elo nas taxas cobradas pela indústria de meios de pagamento brasileira

Authors

  • Eduardo Pontual Ribeiro Instituto de Economia Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Rafael Pentagna Silvestre Mestre em Economia pelo MFEE/EPGE

DOI:

https://doi.org/10.31501/ealr.v13i1.10539

Abstract

O objetivo deste artigo é verificar como a criação da bandeira de cartão de pagamento ELO, alterou as taxas cobradas pela indústria de meios de pagamento brasileira. Em 2010, intervenção regulatória e de defesa da concorrência resultou no fim da exclusividade entre a bandeira Visa e a adquirente VisaNet, com a expectativa de um aumento na concorrência entre adquirentes e redução das taxas cobradas. Desde 2010, o mercado experimentou uma redução da taxa de desconto, enquanto a taxa de intercâmbio cresceu no mesmo período. Já a bandeira ELO foi introduzida em 2012 pelos controladores da Cielo e passou a operar com exclusividade com esta adquirente, sinalizando um retorno à verticalização no setor. Considerando a entrada da ELO, avaliamos através de uma regressão de diferenças em diferenças o efeito desta nova bandeira de cartão sobre as taxas de intercâmbio e de desconto. As estimativas indicam que na modalidade débito a entrada da ELO mitigou a redução das taxas de desconto.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2022-06-27

Versions