Circunstâncias socioeconômicas da prática ilícita para apenados por prestação de serviços e/ou pecuniária: um estudo de caso em Foz do Iguaçu (Paraná)

Authors

DOI:

https://doi.org/10.31501/ealr.v13i2.11074

Abstract

O objetivo geral desta pesquisa consistiu em analisar, a partir da teoria de Becker (1968), os aspectos do crime sob as circunstâncias socioeconômicas da prática ilícita de apenados da 4ª Vara da Justiça Federal de Foz do Iguaçu (Paraná), cujas penas privativas de liberdade foram substituídas por prestação de serviços à comunidade e/ou prestação pecuniária. Para tanto, este estudo valeu-se da aplicação de questionários (em pesquisa de campo). Como corolário, o perfil dos entrevistados foi, em sua maioria, composto por homens, de cor branca, com faixa etária considerada jovem, nascidos no Paraná. A principal motivação para o crime econômico está relacionada com o bloco de ideias de “ganho fácil, indução de amigos, cobiça, ambição, ganância, inveja e manter o status”. Em relação ao custo e benefício da atividade criminosa, 73% dos entrevistados disseram que o benefício foi maior do que o custo, contribuindo para que essas pessoas migrassem para o ilícito. Na análise econométrica, destacou-se o risco de punição como fator dissuasório.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Pery Francisco Assis Shikida, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)

Economista. Doutor em Economia Aplicada pela ESALQ/USP. Professor Associado da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Rua da Faculdade, 645. Jd. Santa Maria. CEP: 85.903-000. Toledo, PR. Pós-doutor pela FGV-SP, bolsista PQ (CNPq). E-mail: peryshikida@hotmail.com

Published

2022-07-02