A Autonomia do Banco Central como Forma de Regulação Econômica

Luiz Artur da Silveira Dias, Sandro Mansur Gibran, Raimundo Chaves Neto

Abstract


A discussão sobre a independência do banco central é algo novo nas economias modernas e traz no cerne da discussão a maior autonomia que os agentes monetários terão no que tange as suas políticas, dando a eles um maior ou menor poder decisório. A questão é que esta autonomia pode gerar uma restrição nos mecanismos de coordenação entre as políticas fiscais e monetárias, uma vez que o banco central autônomo estaria blindado das políticas fiscais. É necessário ressaltar que as políticas fiscais refletem na vida em sociedade e consequentemente na vida do cidadão, uma vez que interfere na atividade econômica e consequentemente empresarial.

Keywords


Banco Central; Economia; Política Fiscal; Política Monetária



DOI: http://dx.doi.org/10.31501/ealr.v12i3.13272

Economic Analysis of Law Review  -  ISSN 2178-0587

Creative   Commons License Catholic University of Brasília - UCB