HOMICÍDIO E DESIGUALDADE DE RENDA: UMA ANÁLISE ESPACIAL PARA O ESTADO DE MATO GROSSO EM 2000 E 2010

Rafael Médici olini, Wylmor Constantino Tives Dalfovo, marines Orlandi, Lindomar Pegorini Daniel, Pery Francisco Assis Shikida

Abstract


As taxas de homicídio são consideradas muito elevadas no Brasil, estando muitas vezes associadas às disparidades econômicas, tais como uma distribuição de renda desigual e má geração de emprego e renda. Neste aspecto, este artigo busca analisar a relação espacial entre as taxas de homicídio e desigualdade de renda no Estado de Mato Grosso nos anos de 2000 e 2010. Metodologicamente, utilizou-se da econometria espacial a partir dos modelos SEM e SAR, a partir da matriz de contiguidade como definição de vizinhança, além de modelo de regressão por Mínimos Quadrados Ordinários (MQO). Os resultados apontam para uma relação positiva e significante estatisticamente no que diz respeito à relação entre desigualdade de renda e homicídio, além de mostrar que de fato existe influência espacial nos municípios de Mato Grosso, evidenciado pelos seus Índices de Gini.

Keywords


Taxas de homicídio; Modelos espaciais; Mato Grosso.



Economic Analysis of Law Review  -  ISSN 2178-0587

Creative   Commons License Catholic University of Brasília - UCB