POBREZA MULTIDIMENSIONAL E A CRIMINALIDADE: UMA ANÁLISE ESPACIAL DOS MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO SUL

Augusta Raiher, Rossane Ferraz dos Santos, Carlos Eduardo Struminski

Abstract


Este artigo buscar identificar a associação existente entre a pobreza multidimensional e a criminalidade dos municípios do Rio Grande do Sul, no ano de 2010. Em termos metodológicos, construiu-se um Índice Multidimensional da Pobreza (IPM) por meio do método Fuzzy. Na sequência, foi feita uma extensão do método de regressão ponderada geograficamente (RPG) visando acomodar a heterogeneidade espacial, manifestada nos coeficientes estimados para cada município, e também a dependência espacial refletida na estimação do modelo SLX. Como corolário, tanto a pobreza multidimensional como a própria criminalidade detinham, em 2010, um padrão de concentração espacial ao longo do estado. Nos resultados econométricos, identificou-se um efeito positivo e estatisticamente significativo do IPM na criminalidade dos municípios do Rio Grande do Sul. E na análise local, o IPM tendeu a afetar diretamente a criminalidade de 17% dos municípios. Portanto, para alguns espaços, se confirmou que a exclusão social, com consequências na privação dos indivíduos, associa-se diretamente à nível mais intenso de criminalidade.




Economic Analysis of Law Review  -  ISSN 2178-0587

Creative   Commons License Catholic University of Brasília - UCB