EFEITOS DOS JOGOS REDUZIDOS SOBRE OS MARCADORES PSICOFISIOLÓGICOS DE ATLETAS DE FUTSAL FEMININO

Julio Cesar Barbosa de Lima Pinto, Antonio Paulo Rodrigues Nobre, Lucas Camilo Pereira, Renêe de Caldas Honorato, Samara Karla Anselmo da Silva, Daniel Gomes da Silva Machado, André Igor Fonteles

Resumo


O objetivo do estudo foi analisar o efeito da quantidade de balizas em jogos reduzidos no futsal (JRF’s) sobre a carga interna e resposta afetiva. Participaram do estudo oito atletas adultas de futsal feminino, que treinavam regularmente cinco vezes por semana. Foram analisadas duas sessões de treinamento: 1) JRF1baliza 4 x 4 com uma baliza para cada equipe; 2) JRF3balizas 4 x 4 com três balizas para cada equipe. A ordem dos JRF’s foi escolhida de forma randomizada. Para análise da carga interna utilizou-se a escala CR 0-10 de percepção subjetiva de esforço (PSE) e para a resposta afetiva, utilizou-se a escala de sentimento (feeling scale). Utilizou-se o teste t pareado para análise da resposta psicofisiológica, considerando significativo um valor p < 0,05. Em nossos resultados os valores de PSE foram semelhantes entre os JRF’s (JRF1baliza: 4,5 ± 1,7 vs. JRF3balizas: 4,4 ± 0,7, p > 0,05) da mesma forma para a resposta afetiva (JRF1baliza: 0,2 ± 0,8 vs. JRF3balizas: 0,1 ± 1,0, p > 0,05), adicionalmente observou-se que os valores de PSE fixaram-se em “um pouco difícil” e a resposta afetiva permaneceu positiva durante ambos os JRF’s. Em suma, conclui-se que os JRF1baliza e JRF3balizas obtiveram respostas semelhante nos marcadores psicofisiológicos (PSE e Afeto) em atletas adultas de futsal feminino.

Palavras-chave


Esportes; Jogos reduzidos; Percepção subjetiva de esforço; Afeto

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v28i1.10106

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement