INTERVALO DE RECUPERAÇÃO AUTO-SUGERIDO: EFEITO AGUDO NA QUANTIDADE DE REPETIÇÕES E NA DENSIDADE DE TREINAMENTO EM HOMENS TREINADOS

Vandré Sosciarelli, Marcos Polito

Resumo


O objetivo do presente estudo foi comparar intervalos de recuperação fixos e auto-sugerido durante o exercício supino com barra em homens treinados. Participaram 12 homens treinados e saudáveis (27,5 ± 4,5 anos; 77,8 ± 7,2 kg; 180,1 ± 11,3 cm). O experimento teve a duração de cinco dias não consecutivos. Os dois primeiros dias foram utilizados para a obtenção de uma repetição máxima (1RM) no exercício supino. Nos demais dias, seguindo um delineamento aleatorizado e cruzado, os sujeitos realizaram quatro séries até a exaustão com 70% de 1RM, adotando-se como intervalos de recuperação o tempo de 1 a 2 min (INT1), 2 a 3 min (INT2) e auto-sugerido (AS). Em AS, o sujeito descansava o período que achasse necessário, sem acesso ao tempo de descanso. A análise dos resultados mostrou que o INT1 apresentou menor número de repetições (28,9 ± 4,7) somente em relação ao intervalo AS (34,0 ± 7,2; P=0,02). Por outro lado, a densidade do treinamento do INT1 foi maior (5,6 ± 1,8) que INT2 (4,5 ± 1,3; P=0,002) e AS (3,8 ± 1,4; P=0,004). Concluindo, intervalos com maior duração se mostram mais eficazes na manutenção do número de repetições, enquanto que intervalos com menor duração podem apresentar uma densidade de treinamento superior.

Palavras-chave


Treinamento resistido; Força muscular; Hipertrofia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v27i3.10193

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement