EFEITO DA IDADE RELATIVA NO FUTEBOL

Autores

  • Gerson Correia Carli Universidade Federal do Paraná / GEPETIJ - Laboratório de Treinamento e Esporte para Crianças e Adolescentes – LATECA/EEFE-USP
  • Carla Nascimento Luguetti UNISANTA
  • Alessandro Hervaldo Nicolai Ré Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo
  • Maria Tereza Silveira Böhme Escola de Educação Física e Esportes da USP

DOI:

https://doi.org/10.18511/rbcm.v17i3.1048

Resumo

Durante o processo de formação esportiva no futebol, o agrupamento para a composição das categorias competitivas é realizado de acordo com o ano de nascimento. Assim, os jovens nascidos nos primeiros meses do calendário apresentam uma maior idade cronológica, fato que pode proporcionar uma vantagem no desempenho durante os jogos e treinamentos, o que é comumente denominado na literatura esportiva como um efeito da idade relativa. Assim, o objetivo deste estudo foi analisar o efeito da idade relativa em jogadores de futebol das categorias Sub17 e Sub20 da Europa e da América do Sul. Foram avaliados 399 futebolistas participantes dos Mundiais nas categorias Sub17 e Sub20 no ano de 2007, divididos em quartos de ano de acordo com o mês de nascimento: a) janeiro, fevereiro e março; b) abril, maio e junho; c) julho, agosto e setembro; d) outubro, novembro e dezembro. Todos os grupos apresentaram maior tendência em selecionar indivíduos nascidos nos primeiros meses do calendário, sendo mais evidente na categoria Sub17 e na confederação Europeia. Deste modo, a formação esportiva pode estar sofrendo influência do mês de nascimento. O agrupamento etário utilizado nas categorias de base pode proporcionar uma desvantagem transitória em jovens com grande potencial de desempenho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gerson Correia Carli, Universidade Federal do Paraná / GEPETIJ - Laboratório de Treinamento e Esporte para Crianças e Adolescentes – LATECA/EEFE-USP

Especialista em Fisiologia do Exercício Físico - Universidade Federal do Paraná.

Carla Nascimento Luguetti, UNISANTA

Mestranda - Escola de Educação Física e Esportes da USP; Professora da Faculdade de Educação Física e Esporte da UNISANTA.

Alessandro Hervaldo Nicolai Ré, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo

Doutorado - Escola de Educação Física e Esportes da USP; Professor da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo.

Maria Tereza Silveira Böhme, Escola de Educação Física e Esportes da USP

Livre docente - Escola de Educação Física e Esportes da USP; Professora Titular do Departamento de Esporte da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2009-11-19

Edição

Seção

Artigo Original