O ENSINO DA MOTRICIDADE HUMANA NOS CURRICULOS DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Maria Conceição Pereira Bugarim

Resumo


RESUMO
. O presente estudo teve como objetivo investigar a compreensão dos docentes sobre a inserção da Motricidade Humana nos currículos dos cursos de Licenciatura Plena em Educação Física, no processo de formação do profissional da área . Material e Métodos: A trajetória metodológica adotada foi de corte transversal, descritivo direcionado a um estudo de campo , com abordagem quali-quantitativa. A amostra foi composta por quarenta professores licenciados em Educação Física docentes nos municípios de Tucurui,Breu Branco e Repartimento. O instrumento para o levantamento das informações foi um questionário contendo quatro perguntas abertas acerca da inserção da Motricidade Humana nos currículos dos Cursos /de Licenciatura Plena em Educação Física. Para análise dos dados os procedimentos técnicos incluíram a tabulação qualitativa das informações citadas nos questionários e associações com dados da literatura científica, e quantitativa por meio da observação percentual dos conceitos inseridos nas respostas expostas, e que para fins estatísticos foram agrupadas, categorizadas e discutidas através de gráficos elaborados na planilha do Microsoft Office Excel 2003. Resultados: (40%) entenderam que a presença da motricidade humana no currículo permite o estudo do corpo com mais consciência; (25%) afirmam que a M.H.é imprescindível para o currículo da Educação Física .Em relação o currículo abordar de maneira eficiente os temas da Motricidade Humana no processo de formação profissional, 25% responderam que há ausência de discussão no currículo; para 25,0% há ausência da disciplina Motricidade Humana. No tocante a necessidade da Motricidade Humana ser incluída na estrutura curricular; 25% justificaram a necessidade para o do estudo do corpo; 30% para uma interação dos processos biológicos com os valores sócio-culturais. No que diz respeito a Educação Física tender a considerar efetivamente os princípios da M.H.;60% acreditam que já há bastantes estudos na área e 40,0% acredita que precisa-se intensificar estudos e discussões. Após os resultados e discussões dos dados coletados, verificou-se que a Motricidade Humana é um elemento imprescindível, pois trata -se da base curricular para o curso de Educação Física. Desta forma, a maioria acredita que a Motricidade Humana precisa estar inserida nos currículos para formação do profissional de Educação Física.
Palavras-chave: Motricidade Humana. Matriz Curricular. Educação Física.

Palavras-chave


Motricidade Humana. Matriz Curricular. Educação Física.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v18i2.1097

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement