DESEMPENHO MOTOR E ÍNDICE DE MASSA CORPORAL EM CRIANÇAS DE CINCO ANOS

Bianca Fraga, José Vitor Vieira Salgado, Pedro Emilio Drumond Moreira, Andreza Soares dos Santos

Resumo


As crianças estão cada vez mais utilizando brincadeiras e jogos eletrônicos, passando muitas horas diante da televisão e isso pode atrapalhar o processo de desenvolvimento motor bem como o desenvolvimento do sobrepeso e obesidade. A educação física escolar é um importante aliado na promoção de hábitos de vida mais ativos, sendo a educação infantil a primeira etapa de escolarização e a prática de atividades motoras nesta fase é fundamental. O objetivo desse estudo foi avaliar o índice de massa corporal (IMC) e o desempenho motor de escolares com idade de cinco anos dos Centros Municipais de Educação Infantil em Divinópolis/MG. O desempenho motor foi avaliado com o Teste de Coordenação Corporal para Crianças (Körperkoordinations test Für Kinder – KTK) composto por quatro testes: equilibrar-se andando de costas, saltos monopedais, saltos laterais e transposição lateral sobre plataforma. O IMC foi calculado a partir das medidas de peso e altura. Os resultados do presente estudo demonstraram que 80,65% da amostra apresenta deficiência na coordenação motora, e quando comparado entre os sexos os meninos apresentaram melhor coordenação motora que as meninas. Ao analisar o IMC e a coordenação motora não foi encontrada qualquer relação significativa entre eles. Pode-se concluir com o presente estudo que o IMC não influenciou no desempenho motor dos alunos, e que a maioria dos alunos está com a coordenação motora abaixo do esperado. A falta de aulas de educação física com o professor especialista e estímulos específicos para o desenvolvimento motor podem ter contribuído para os resultados encontrados neste estudo, reforçando a necessidade do professor de educação física no ensino infantil.

Palavras-chave


Coordenação Motora; Educação Infantil; Educação Física; IMC; KTK

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v29i1.12036

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement