PERFIL LEUCOCITÁRIO DE ÁRBITROS ASSISTENTES ANTES E APÓS PARTIDAS DE FUTEBOL

Alberto Inácio da Silva, Everson Araújo Nunes, Adalberto Bueno Sobrinho

Resumo


Alterações na contagem de células imunitárias sangüíneas, promovidas por sessões agudas de exercício, já estão bem documentadas em muitos estudos. Contudo, a relevância clínica das mudanças agudas em variáveis imunitárias, após a atividade física, ainda é foco de intenso debate, pois podem refletir momentâneas mudanças na homeostase promovendo abertura a infecções oportunistas. Investigações envolvendo parâmetros imunitários de jogadores de futebol profissional são escassas na literatura científica, fato que se torna mais expressivo quando à atenção é direcionada aos árbitros assistentes. Este estudo analisou a contagem leucocitária (CL) de cinco árbitros, com idade 33,4 ± 3,3 anos, antes e após partidas do Campeonato Paranaense de Futebol 2000, série A. Amostras de sangue venoso, 10mL, foram coletadas em tubos contendo EDTA e levadas para contagem em analisador Cell DYN 1400 com revisão em microscopia. A análise estatística foi realizada através de teste “t” de student. A CL total apresentou aumento significativo de 25,8% após a partida, p<0,05. Este incremento, no número de células, foi decorrente principalmente do acréscimo da população de neutrófilos segmentados (maduros) (3397 ± 1139 vs. 5386 ± 1417 céls./mm3) e neutrófilos bastonados (jovens) (142,4 ± 74,85 vs. 342,8 ± 177,8 céls./mm3). No entanto não houve mudanças significativas nas contagens de linfócitos, monócitos, eosinófilos e basófilos, p>0,05. O padrão de mudança na CL segue o descrito em outras investigações, onde indivíduos bem condicionados fisicamente não apresentaram linfopenia ou alterações na contagem de monócitos, eosinófilos e basófilos, as quais são freqüentes em indivíduos não-treinados, após a sessão aguda de exercício.

Palavras-chave


árbitro assistente, futebol, sistema imune.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v17i3.1240

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement