EFEITOS DE DIFERENTES MÉTODOS DE TREINAMENTO NA MELHORA DOS INDICADORES CARDIOMETABÓLICOS EM CORREDORES RECREACIONAIS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Thayana Amorim Berenguel, Ricardo Siqueira de Oliveira, Géssika Castilho dos Santos, Waynne Ferreira de Faria, Antonio Stabelini Neto, Wilson Rinaldi, Rui Gonçalves Marques Elias

Resumo


O exercício físico, em especial a corrida de rua tem sido recomendada para prevenção e tratamento de doenças crônicas não transmissíveis. O objetivo desta revisão sistemática foi verificar os efeitos de diferentes métodos de treinamento sobre os indicadores cardiometabólicos de corredores recreacionais. As bases de dados eletrônicas utilizadas na presente pesquisa foram: PUBMED, SCIENCE DIRECT, LILACS e COCHRANE LIBRARY, usando os descritores agrupados segundo o método PICO; População ("adults" OR “young adult” OR "middle aged") AND Intervenção (“endurance training” OR “aerobic training” OR “running”) OR Comparação (“recreational runners” OR “jogging”) AND Outcome/Desfecho (“cardiovascular risk factors” OR “cardiometabolic risk factors” OR “metabolic syndrome”). Na seleção os artigos foram excluídos por título, resumo e texto. Obteve-se um total de 813 artigos encontrados, no qual nove (9) preencheram os critérios de inclusão e baixo risco de viés de acordo com a Escala Testex. Foram encontrados três métodos de treinamento: Combinado (Contínuo + Intervalado); Contínuo e Intervalado. Considerando a somatória das amostras dos nove estudos, um total de 604 indivíduos (466 homens e 138 mulheres) participaram dos ensaios. Os diferentes métodos de treinamentos resultaram na redução dos níveis de triglicerídeos, insulina e glicose e na redução do colesterol total e LDL, e consequentemente o aumento do HDL. Na composição corporal houve diminuição significativa do peso e da gordura corporal, do IMC, na medida da circunferência da cintura, e no aumento da capacidade aeróbia (VO2). Concluiu-se que os treinamentos combinado, contínuo e intervalado podem ser aplicados para melhora dos indicadores cardiometabólicos, cada um dentro da sua especificidade de frequência, volume e intensidade.

Palavras-chave


treinamento aeróbio, doença cardiovascular, aptidão física, treinamento intervalado.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v29i1.12553

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement