ANÁLISE TEMPORAL DOS GOLS EM UMA COMPETIÇÃO ESTADUAL E A RELAÇÃO DO PRIMEIRO GOL COM O RESULTADO FINAL DA PARTIDA

Caique de Novaes Andrade, Marcos Paulo de Freitas Silvino, Rodrigo de Miranda Monteiro Santos

Resumo


O estudo teve como objetivo analisar a incidência temporal de gols em uma competição estadual e a relação do primeiro gol com o resultado final da partida em diferentes categorias. Foram analisadas 526 partidas das categorias sub-15, sub-17, sub-20 e profissional, de três competições estaduais de futebol do ano de 2018, realizadas no estado do Rio de Janeiro. A coleta dos dados foi feita a partir do site da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro. Foi realizada análise descritiva (média e desvio padrão) e o teste de Shapiro-Wilk para verificar a distribuição dos dados. Na comparação dos gols por intervalo de tempo, foram realizados os testes de Kruskal Wallis (distribuição não normal) e Anova (distribuição normal). Na relação do primeiro gol com o resultado final da partida, foi realizado o teste de Friedman para identificar a existência de diferença estatisticamente significativa entre os resultados da partida e o teste de Wilcoxon para verificar onde houve diferença. O valor de significância adotado foi de p<0,05. No estudo observou-se não haver diferenças significativas na incidência de gols entre os intervalos de tempo. Já na relação do primeiro gol com o resultado final da partida, foram encontradas diferenças significativas (p< 0,001) para todas as categorias na comparação entre vitória e derrota e na comparação entre vitória e empate. Neste estudo, foi possível observar como marcar o primeiro gol pode aumentar a probabilidade de uma equipe alcançar a vitória.

Palavras-chave


futebol; gols; variáveis contextuais; incidência temporal de gols.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v30i1.12678

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement