QUALIDADE DE VIDA PERCEBIDA POR INDIVÍDUOS FISICAMENTE ATIVOS E SEDENTÁRIOS

Giovanna Carla Interdonato, Márcia Greguol

Resumo


O tema qualidade de vida cada vez mais vem sendo estudado em diferentes contextos e populações. No entanto ainda são escassos na literatura trabalhos que abordem o tema qualidade de vida em indivíduos praticantes de exercícios físicos, atletas de alto rendimento e aqueles que são sedentários. O presente estudo teve como objetivo verificar a qualidade de vida percebida em indivíduos sedentários e fisicamente ativos. A amostra foi composta por 120 indivíduos do sexo masculino e feminino com idades entre 18 a 25 anos divididos em quatro grupos praticantes de esportes coletivos, esportes individuais, exercícios físicos e sedentários. Para a análise da qualidade de vida os indivíduos responderam ao questionário (WHOQOL-bref) proposto pela OMS. Para a análise estatística, utilizou-se estatística descritiva (média e desvio padrão) e percentual de respostas, o teste de Mann-Whitney foi utilizado para a comparação entre os gêneros e o teste de KrusKal-Wallis para fazer comparação entre as modalidades. Os resultados indicaram que 85% alegaram ter uma boa qualidade de vida, sendo os praticantes de exercícios físicos com maiores valores atribuídos aos domínios de qualidade de vida.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v18i1.1379

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement