INFLUÊNCIA DA ORDEM DOS EXERCÍCIOS SOBRE A RESPOSTA DO HORMÔNIO DO CRESCIMENTO E CORTISOL

Richard Diego Leite, Roberto Simão, Fernando Pandini Silvestrini, Vinícius Fernandes, Cleidson Schlatter, Jonathan F. K. Eduardo, Jailso Avelino Jönck, Alex Souto Maior

Resumo


O objetivo deste estudo foi investigar a resposta hormonal aguda ao treinamento de força em diferentes ordens de exercícios. Partuciparam do estudo dez homens treinados (21,3 ± 1,7 anos; 78,2 ± 3,7 kg; 178 ± 5 cm; 20,2 ± 0,4 kg.m-2) participaram do estudo e completaram dois protocolos experimentais com diferentes ordenações de exercícios. As sequências foram compostas de três séries para cada exercício usando 70% de 1RM com dois minutos de intervalo de descanso entre séries e exercícios, com intervalo de sete dias entre elas. A ordem dos exercícios para SEQA foi: supino reto (SR), puxada no pulley pela frente (PF), desenvolvimento (DES), rosca direta (RD) e tríceps no pulley (TP). A ordem dos exercícios para SEQB foi: TP, RD, DES, PF e SR. As variáveis sanguíneas analisados foram hormônio de crescimento (GH) e cortisol pré e imediamente pós-esforço a execução da sessão de treinamento. Os resultados demonstram que a SEQA promoveu aumento significativo concentração do GH imediatamente após a sessão, quando comparado a SEQB. A concentração de cortisol apresentou um aumento significativo quando comparado os momentos pré e pós para ambas as seqüências, no entanto, não houve diferença significativa quando feita a comparação entre as sequências. Conclui-se que a ordem dos exercícios pode influenciar as concentrações do GH, sendo que exercícios para grandes grupos musculares promovem um aumento significativo deste hormônio do que exercícios para pequenos grupos musculares quando no início da sessão.

Palavras-chave


Treinamento de Força, Ordem de Exercícios; Resposta Hormonal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v18i1.1427

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement