ESCOLA POSTURAL PARA CRIANÇAS DE 10 A 14 ANOS INSERIDA NO CONTEXTO DO ENSINO FUNDAMENTAL

Cláudia Tarragô Candotti, Andréa Plocharski Ambrosi De Lemos, Matias Noll

Resumo


O objetivo deste estudo foi verificar se uma Escola Postural (EP) com metodologia adaptada para crianças e inserida no ambiente escolar poderia proporcionar: (1) mudanças nos hábitos de postura nas atividades da vida diária (AVDs); (2) ajustes posturais em busca de uma postura correta; e (3) melhora das informações acerca da coluna vertebral. Participaram 41 crianças de 10 a 14 anos de idade, divididas em grupo experimental (n=21) e controle (n=20). Os instrumentos de avaliação de pré e pós-experimento foram: (1) questionário teórico, (2) filmagem das AVDs e (3) registro fotográfico da postura estática. Foi desenvolvida uma EP composta de dez encontros, com freqüência de duas vezes por semana, apenas com o grupo experimental. Os resultados demonstraram que a participação das crianças do grupo experimental na EP proporcionou melhora no conhecimento teórico sobre a coluna vertebral, melhora da postura nas AVDs e também na postura estática, podendo-se atribuir estes fatos aos conteúdos adaptados ao nível cognitivo e ao interesse das crianças e a própria metodologia da EP.

Palavras-chave


Escola Postural; Crianças; Promoção da Saúde

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v19i2.1452

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement