CONSUMO DE OXIGÊNIO NA NATAÇÃO: DIFERENTES METODOLOGIAS E POSSIBILIDADES DE APLICAÇÃO

Flávio Antônio de Souza Castro, Marcos Franken, Ricardo Peterson Silveira, Carlos Bolli Mota

Resumo


Algumas metodologias têm sido desenvolvidas a fim de permitir a mensuração do consumo de oxigênio (VO2) em condições mais próximas à realidade do atleta de natação. Dentre essas, podem ser citadas a utilização do swim flume, tethered swimming, retro-extrapolação a partir da recuperação, ergômetro de braço e perna e natação com coleta durante o nado. O objetivo deste estudo é abordar diferentes metodologias para obtenção de valores de VO2 na natação, ressaltando alguns dos principais estudos realizados nesta área até então. As palavras-chave utilizadas para procura dos estudos foram: oxygen consumption, swimming, training, nas bases Scopus, Capes, Lilacs, Springerlink e Scielo. Demonstrou-se que não existem diferenças na obtenção do VO2 entre os métodos de retro-extrapolação a partir da recuperação, natação livre, swimming-flume, tethered-swimming e ergômetro de braço. Mesmo assim, é extramamente difícil uma estimativa válida para os valores de VO2 em natação. No entanto, considerando a determinação do VO2 em natação livre via equipamento com coleta breath-by-breath, possivelmente o método mais adequado seja este, contudo o arrasto produzido pelo equipamento precisa ser melhor investigado.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v18i3.1633

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement