QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR DOCENTE E OS CICLOS VITAIS DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ESTADO DO PARANÁ, BRASIL

Hudson de Resende Moreira, Juarez Vieira do Nascimento, Christi Noriko Sonoo, Jorge Both

Resumo


O objetivo desta investigação foi analisar a qualidade de vida no trabalho (QVT) e o estilo de vida (EV) considerando os ciclos vitais (CV) dos professores de Educação Física da rede pública estadual do Paraná. Participaram do estudo 654 professores, sendo 355 mulheres e 299 homens. Na coleta dos dados utilizou-se um questionário sociodemográfico, a Escala de Avaliação da Qualidade de Vida no Trabalho Percebida por Professores de Educação Física do Ensino Fundamental e Médio e o Perfil do Estilo de Vida Individual. Os testes qui quadrado para grupo único, razão de verossimilhança e regressão logística multinomial foram empregados na análise estatística. As evidências confirmam que a maioria dos professores encontra-se satisfeita com a QVT e que há associação significativa da QVT com os CV. Enquanto que os maiores índices de insatisfação foram relatados pelos professores que possuem idade entre 40 e 49 anos, os professores com idade até 29 anos e os acima de 50 anos foram aqueles que apresentaram os maiores índices de satisfação com a QVT. De modo geral, os professores relataram comportamentos positivos no estilo de vida, porém os professores mais jovens apresentaram comportamentos negativos e os professores mais velhos relataram comportamentos positivos. Apesar da experiência adquirida com o avançar da idade, os professores investigados parecem enfrentar algumas dificuldades no que se refere à aquisição de comportamentos saudáveis de estilo de vida, tornando-se também mais insatisfeitos com a QVT.
Palavras chave: qualidade de vida no trabalho, estilo de vida, ciclos vitais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v18i3.1650

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement