IDOSOS E HIDROGINÁSTICA: CORPOREIDADE E VIDA

Regina Rovigati Simoes, Moacyr Portes Junior, Wagner Wey Moreira

Resumo


O objetivo é analisar a relação entre a prática sistemática da hidroginástica durante 12 semanas por um grupo de idosos e as conseqüências dessa prática no dia-a-dia da vida desses seres humanos. A pergunta geradora “A partir do momento que você iniciou as aulas de hidroginástica, você percebeu alguma alteração na sua vida diária?” foi respondida por 57 idosos e analisadas de acordo com Moreira, Simões e Porto (2005). Os resultados mostram que: ter mais disposição e sentir-se bem (78,9%); dormir melhor (36,8%); diminuir dores no corpo (29,8%); estar mais feliz e alegre (22.8%); melhorar e ou eliminar doenças (14%); novas amizades (14%) e emagrecer (12,2%) constituíram-se nas falas dos investigados, evidenciando a busca, pelos idosos, de motivações relacionadas a um dia-a-dia de viver a existencialidade superando as alterações e ou perdas decorrentes do processo de envelhecimento.

Palavras-chave


Hidroginástica; Idoso; Corporeidade

Texto completo:

Sem título () PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v19i4.2737

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement