ASSOCIAÇÃO DE CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS, FUNCIONAIS E DE RISCO CARDIOVASCULAR COM O CONSUMO MÁXIMO DE OXIGÊNIO EM UNIVERSITÁRIOS

Samuel C Dumith, Virgílio V Ramires, Airton J Rombaldi, Ana Cristina Kalb, Michele S Ramires, Pedro C Hallal

Resumo


A aptidão física está associada com menor incidência de doença cardiovascular e de mortalidade. O objetivo do estudo foi estimar o consumo máximo de oxigênio (VO2max) e investigar fatores associados em universitários. Para tal, realizou-se um estudo transversal com 52 adultos jovens saudáveis. O VO2max foi estimado indiretamente por meio de teste progressivo máximo em cicloergômetro. Dentre as variáveis independentes, foram coletadas características antropométricas, funcionais e de risco cardiovascular dos participantes. A média de idade foi de 21,9 anos (DP=3,6), variando de 17 a 33 anos. A média de VO2max para os homens foi 47,7 mL/kg.min e para as mulheres foi 38,0 mL/kg.min. Houve associação inversa significativa entre o VO2max e circunferência da cintura, razão cintura-quadril, percentual de gordura e componente endomórfico para ambos os sexos. O estudo reforça a evidência de que o VO2max está fortemente associado a uma composição corporal mais favorável.

Palavras-chave


Aptidão física. Teste de esforço. Composição corporal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v20i2.2968

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement