AFERÊNCIA VISUAL INFLUENCIA ÁREA E AMPLITUDE DE OSCILAÇÃO CORPORAL EM INDIVÍDUOS COM HEMIPARESIA CRÔNICA - DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v21n1p27-35

Johnnatas Mikael Lopes, Maria Goretti da Cunha Lima, Doralúcia Pedrosa de Araújo, Fábio Galvão Dantas, Alba Lúcia Ribeiro, Carlúcia Ithamar Fernandes Franco

Resumo


Portadores de hemiparesia apresentam incapacidades funcionais decorrente do déficit motor e das alterações sensoriais associadas, levando-os a usar a visão para melhor controle da marcha e postura. Objetivamos verificar a influência da informação visual no controle postural de pacientes com hemiparesia crônica. Utilizou-se um delineamento experimental não controlado para examinar 12 pacientes em uma plataforma de força, a qual tem a finalidade de avaliar o controle postural de modo espacial e temporal nas direções ântero-posterior e médio-lateral. Como experimento foi proposto duas condições visuais: com e sem visão, e duas condições posturais: bipodal e semi-tandem. Cada paciente permaneceu por 30 segundos sobre a plataforma de força, primeiro com os olhos abertos e depois com os olhos fechados, nas posturas verticais bipodal e semi-tandem, em três tentativas Para se determinar a influência visual sobre as variáveis do controle postural utilizou-se uma análise multivariada de medidas repetidas e para comparar as direções e as condições fez-se uso de análise univariada, sendo considerado ? ? 0,05. Observou-se que as variáveis temporais do controle postural não estão sob influência das aferências visuais. Contudo, as variáveis espaciais demonstraram ser explicadas em parte pelas aferências visuais (p?0,05), principalmente na direção médio-lateral, na condição sem visão sendo a menos estabilizante. As aferências visuais não interferem em todos os parâmetros do controle postural, tendo uma predileção pelas variáveis espaciais.

Palavras-chave


Acidente Vascular Encefálico; Equilíbrio Postural; Visão Ocular

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v21i1.3647

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement