A EXPERIÊNCIA DOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO PROCESSO DE INCLUSÃO ESCOLAR DO ESTUDANTE SURDO - DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v21n2p106-115

Valéria dos Santos Pedrosa, André Luís Normanton Beltrame, Élvio Marcos Boato, Tânia Mara Vieira Sampaio

Resumo


O aumento do debate e estudos sobre a inclusão para pessoas com deficiência não representa a superação dos limites e dificuldades para que a atuação docente contribua para o pleno desenvolvimento das crianças. O objetivo dessa pesquisa foi identificar o processo de capacitação dos professores de Educação Física Escolar para atuarem no processo de inclusão do aluno surdo. Participaram do estudo 38 professores de Educação Física da Regional de Ensino da Ceilândia-DF de escolas do Ensino Fundamental e Médio. O instrumento utilizado para coleta de dados foi um questionário elaborado especificamente para esse estudo com 09 questões fechadas e uma questão aberta. Percebeu-se que, mesmo conhecendo a existência de curso específico para o atendimento a alunos surdos, poucos professores se propõem a cursá-lo, o que aponta para a necessidade de um maior interesse por parte do professor e do processo de estímulo à sua capacitação. Conclui-se que, para além da capacitação, a hora é de mudança de visão e de atitudes para que a inclusão educacional de alunos surdos se efetive e esforços individuais e institucionais são urgentes. Mais que professores capacitados, o processo de inclusão pede professores disponíveis para se capacitar continuamente e para atender às necessidades dos alunos com deficiência, visualizando suas capacidades e possibilidades e não suas deficiências e limitações, assim como um sistema educacional que valorize esta capacitação. A escola ainda não superou a seletividade e a precariedade de recursos humanos, e aí observamos que as práticas pedagógicas de caráter inclusivo ainda esbarram em dificuldades relacionadas ao entendimento de sua ação. Nesse sentido é imprescindível que a escola empreenda uma reorganização pedagógica em que o espírito crítico abra espaço para a cooperação, diálogo, solidariedade a fim de se modificar as condições excludentes para o pleno exercício da cidadania.
PALAVRAS-CHAVE: Educação Inclusiva; Educação Física Adaptada; Surdez.

Palavras-chave


Educação Inclusiva; Educação Física Adaptada; Surdez.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v21i2.3703

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement