CORRELAÇÃO ENTRE ESTILO DE VIDA E NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE IDOSAS SEDENTÁRIAS E ATIVAS - DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v21n3p142-149

Cati Reckelberg Azambuja, Rafaella Righes Machado, Daniela Lopes dos Santos

Resumo


O objetivo do estudo foi verificar a correlação entre o estilo de vida e o nível de atividade física de mulheres idosas praticantes de musculação, praticantes de hidroginástica e sedentárias. Participaram do estudo 40 mulheres idosas da região de Santa Maria, RS. Destas, 12 eram praticantes de musculação, 16 eram praticantes de hidroginástica e 12 eram sedentárias. Para avaliar o estilo de vida das idosas utilizou-se o questionário “Estilo de Vida Fantástico” proposto pela Sociedade Canadense de Fisiologia do Exercício em 1998, traduzido e validado para o Brasil e para a avaliação do nível de atividade física foi utilizado o Questionário de Atividade Física Habitual desenvolvido por Pate e adaptado por Nahas (2003). Também foram avaliadas as características sócio-demográficas e anteriormente as avaliações, para averiguar as funções cognitivas das idosas e certificar que se encontravam aptas à realização do estudo, foi realizado o Mini-Exame do Estado Mental, com alterações propostas por Lourenço; Veras (2006). Os dados obtidos foram submetidos a um processo de análise descritiva que serviu para caracterizar a amostra. Como os dados não obedeceram um padrão de normalidade, utilizou-se o Teste de Correlação não paramétrico de Spearman, admitindo-se o nível de significância de p<0,05. Conclui-se que há uma correlação positiva entre que o estilo de vida e o nível de atividade física de mulheres idosas sedentárias e ativas, logo, melhores níveis de atividade física proporcionam um estilo de vida mais ativo, e vice-versa. Sendo assim, faz-se importante o planejamento de ações que visem o estilo de vida ativo, assim como, o incremento de programas de exercícios físicos e oferta de espaços com atividades orientadas para mulheres idosas.

Palavras-chave


Mulheres idosas; Estilo de vida; Nível de atividade física.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v21i3.4072

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement