PROGRAMA DE TREINAMENTO RESISTIDO SOBRE A COMPOSIÇÃO CORPORAL E NA FORÇA MUSCULAR DE CRIANÇAS COM OBESIDADE - DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v21n4p21-29

Marcelo Porto, Kazuo Kawano Nagamine, Antonio Carlos Brandão, Greiciane Silva Florim, Marcela Augusta Pinhel, Eduardo Oliveira De Souza, Dorotéia Rossi Silva Souza

Resumo


O presente estudo avaliou o efeito de um programa de treinamento resistido (TR) sobre a força muscular e a composição corporal de crianças com obesidade. Nove crianças do sexo masculino, com idade de 10,2 ± 0,8 anos e classificadas no estágio 1 da escala de Tanner, foram submetidas a três sessões semanais de TR, durante 10 semanas com intensidade relativa de treinamento entre 45-65% de uma repetição máxima (1RM). Foram realizadas avaliações da força muscular por meio do teste de 10RM e da composição corporal por meio dos métodos de dobras cutâneas e ultrassonografia pré e pós-programa de TR. A força muscular demonstrou aumento médio de 40,25% (p=0,002), com o maior efeito observado no exercício panturrilha na máquina 95% (p=0,001), o menor efeito (11%) foi detectado no exercício tríceps pulley (p=0,05). Houve uma redução de 11% e 6,15% nas dobras cutâneas tricipital e subescapular (p=0,02) e (p=0,03), respectivamente. Nossos dados demonstram que o TR foi efetivo na indução de alterações positivas da composição corporal, como a redução da adiposidade e também o aumento da força muscular em crianças pré-púberes com obesidade.
Palavras-chave: treinamento de força, obesidade, força muscular, infância.

Palavras-chave


Treinamento de força; obesidade, força muscular; infância

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v21i4.4122

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement