PROPOSTA DE MODELO MATEMÁTICO PARA ESTIMATIVA DO NUMERO DE LEUCOCITOS CIRCULANTES PÓS-EXERCÍCIO EM RATOS WISTAR - DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v21n4p41-47

Ciro José Brito, Otávio de Toledo Nóbrega, Edmar Lacerda Mendes, João Carlos Bouzas Marins, Aparecido Pimentel Ferreira, Cláudio Córdova

Resumo


Sugerem-se que os efeitos do exercício físico sobre o sistema imunitário possam contribuir tanto para o tratamento de doenças crônicas quanto para a prevenção de processos infecciosos oportunistas. Entretanto, para que este propósito seja alcançado, é importante a especificação e a prescrição do protocolo de exercício. Sendo assim, o presente trabalho teve por objetivo investigar os efeitos da intensidade do exercício agudo no número de leucócitos circulantes em ratos Wistar e de erigir modelos matemáticos-estatísticos capazes de predizerem o número celular em função da concentração de lactato sanguíneo (mmol.l-1). Os resultados sugerem que a relação polinomial cúbica foi a que melhor representou a relação entre leucócitos (R2=0,91), linfócitos (R2=0,90), monócitos (R2=0,46), e neutrófilos (R2=0,81). Exceto para os monócitos, sugere-se forte relação entre a concentração de lactato sanguíneo e o número de leucócitos circulantes pós-exercício.

Palavras-chave


exercício; imunidade celular; contagem de leucócitos; ratos Wistar

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v21i4.4180

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement