CARGA INTERNA DE TREINAMENTO EM DIFERENTES AULAS PRÉ-FORMATADAS DO SISTEMA LES MILLS® - DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v22n3p82-88

Alessandra Costa da Fonseca, Marcelo Saldanha Aoki, Arnaldo Luís Mortatti, Kleverton Krinski, Hassan Mohamed Elsangedy, Eduardo Caldas Costa

Resumo


O objetivo do presente estudo foi quantificar a carga interna de treinamento imposta em diferentes aulas pré-formatadas do sistema Les Mills® e comparar a percepção planejada pelo instrutor com a percebida pelas alunas. A amostra foi constituída por 20 mulheres jovens. Foram monitoradas 10 aulas, em duas semanas consecutivas. A carga interna foi determinada pelo método da percepção subjetiva do esforço da sessão PSE-sessão. Não houve diferença de carga interna entre as aulas ministradas nas duas semanas analisadas. Houve diferença em 50% das aulas no tocante à intensidade planejada pelo instrutor e a experimentada pelas alunas. Os resultados sugerem que as aulas analisadas mantêm o mesmo padrão de carga interna quando repetidas em semanas distintas. Entretanto, houve discrepância entre a intensidade planejada pelo instrutor e a experimentada pelas alunas. Estes resultados apontam a importância do monitoramento das cargas de treinamento em aulas pré-formatadas, especialmente no contexto do fitness.

Palavras-chave


Atividade Física; Saúde; Percepção Subjetiva do Esforço; Carga Interna

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v22i3.4551

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement