POWERLIFTING: ENTENDENDO A MODALIDADE DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v23n4p179-191

Alexandre Lopes Evangelista, Mario Augusto Charro, Daniele Jardim Feriani, Charles Ricardo Lopes, Danilo Sales Bocalini, Jonato Prestes, Aylton José Figueira Júnior

Resumo


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v23n4p179-191

O objetivo do presente estudo foi entender modalidade powerlifting associados aos aspectos morfofuncionais que envolve a modalidade. Para isso, foi realizado uma revisão bibliográfica com busca de artigos que tratavam da modalidade powerlifting associadas as respostas morfológicas e neuromusculares. Foram selecionados artigos nacionais e internacionais, retirados das bases de dados: Medline, SciELO, PUBMED, Ebsco e Portal Periódicos Capes entre 2000 a 2013. As palavras -chave utilizadas em português e inglês foram: powerlifting, powerlifting and training, weight training, powerlifting and anthropometrics. Livros texto básicos também foram inseridos para complemento das informações. Os principais achados demostraram que as variáveis antropométricas (massa corporal, estatura, adiposidade) e disposição corporal (arquitetura) podem influenciar no desempenho do atleta. Assim como as magnitudes de força podem auxiliar o desempenho dos atletas de powerlifting, existe um equilíbrio entre volume e intensidade com o objetivo de desenvolvimento de força com baixas alterações morfológicas. Dessa forma, o presente estudo realizou uma breve revisão da modalidade que pode auxiliar atletas e técnicos nas melhorias neuromusculares associadas as respostas morfológicas da modalidade.

Palavras-chave


Powerlifting; Treinamento de força; Agachamento; Supino Reto; Levantamento Terra.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v23i4.5115

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement