DIÁLOGOS COM THOMAS CSORDAS: O PARADIGMA DA CORPOREIDADE NA EDUCAÇÃO FÍSICA

Thais de Queiroz e Silva, Dulce Maria Filgueira de Almeida, Ingrid Dittrich Wiggers

Resumo


Este trabalho busca dialogar com a proposta de paradigma da corporeidade, desenhada por Thomas Csordas, e o campo da Educação Física. O autor pode ser lido em português, através da obra: Corpo/Significado/Cura1. Nela está exposta a pesquisa, na qual o autor realiza um constructo para um paradigma da corporeidade como método de compreensão dos rituais de cura das religiões carismática católica norte-americana e navajo indígena. Utilizando aportes teórico-metodológicos de Merleau-Ponty e Bourdieu, o constructo propõe o entendimento do ser humano e suas interações sociais, a partir do mais intrínseco que há nele, ou seja, sua corporeidade. Csordas problematiza e ressalta uma concepção fenomenológica de corpo, que resulta em um paradigma e uma metodologia da corporeidade. O autor delineia referencial teórico-metodológico significativo para a Educação Física.

Palavras-chave


Corpo Humano; Corporeidade; Cura Mental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v24i2.5932


R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement