ABRANGÊNCIA DOS MODELOS DE PERIODIZAÇÃO DO TREINAMENTO ESPORTIVO

Estélio Henrique Martin Dantas, Rafael Cordeiro Azevedo, João Luiz da Silva Sequeiros, André Luiz Marques Gomes, Antônio Carlos Gomes, Manoel José Gomes Tubino

Resumo


Introdução: Uma das formas de se avaliar os distintos modelos de periodização existentes é quanto à sua abrangência. Para se realizar essa avaliação, devem ser considerados dois diversos indicadores: quanto ao número de peaks, que o modelo comporta (três ou mais, por temporada), e quanto ao nível esportivo que será adequadamente atendido (alto rendimento, amador ou iniciante).
Objetivo: Identificar, sob o ponto de vista da abrangência, qual o melhor dos modelos de periodização do Treinamento Esportivo apresentados nas fontes de consulta bibliográficas.
Métodos: A ferramenta metodológico-estatística para a realização do estudo foi a metanálise, para traduzir os dados nas informações necessárias a esta pesquisa. Foram utilizadas 103 citações sobre periodização do treinamento esportivo, advindos de artigos e livros obtidos por pesquisa sistemática nas bases de dados. As citações, após serem avaliadas pelos critérios de inclusão e exclusão estabelecidos, indicaram os modelos de periodização de autoria de: Verkoshanski (15 referências); Bompa (14 referências); Matveev, ATR e Forteza (13 referências), como sendo os passíveis de serem estudados.
Resultados: Analisando-se os dados coletados, por meio da ferramenta estatística do “Tamanho Efeito”, foi possível criar um “Índice de Abrangência” e categorizar os modelos de periodização pelos quartis encontrados, possibilitando classificá-los em: a) muito boa - Matveev (IABRAN = 3,80; TE = 1,23); b) boa - Bompa (IABRAN = 3,2; TE = 0,76), ATR (IABRAN = 2,93; TE = 0,56), Forteza (IABRAN = 2,73; TE = 0,41) e Verkoshanski (IABRAN = 2,68; TE = 0,36).
Conclusão: O presente estudo permite afirmar que o modelo de periodização mais abrangente para utilização no Treinamento Esportivo é a Periodização Clássica ou Tradicional, proposta por Matveev.

Palavras-chave


Educação Física e Treinamento; Metanálise.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v16i4.852

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement