QUANTIFICAÇÃO DA CARGA DE TREINAMENTO POR MEIO DO MÉTODO DA PERCEPÇÃO SUBJETIVA DO ESFORÇO DA SESSÃO NO CROSSFIT®: UM ESTUDO DE CASO E REVISÃO DA LITERATURA.

Ramires Alsamir Tibana, Nuno Manuel Frade de Sousa, Jonato Prestes

Resumo


A aplicação de uma adequada carga de treinamento é um dos fatores fundamentais para proporcionar adaptações positivas com consequente melhora do desempenho. O método da percepção subjetiva de esforço (PSE) da sessão tem sido proposto como uma das melhores alternativas para quantificar a carga de treinamento, principalmente pela sua fácil compreensão e a pela sua relativa simplicidade. O objetivo do presente estudo de caso foi quantificar a magnitude da carga de treinamento através da PSE da sessão em dois atletas de CrossFit® e comparar a carga de treinamento com outras modalidades esportivas. A carga de treinamento média durante as 11 semanas foi 173,5 UA (unidade arbitrárias) para o sujeito A e 190,6 UA para o sujeito B. Após á análise de diversos estudos que avaliaram a CT média pelo método de PSE da sessão, todos os esportes apresentaram scores de PSE da sessão maiores do que os observados no treino de CrossFit® utilizado no presente estudo. Em conclusão, os resultados apresentados sugerem que o método da PSE da sessão é uma importante ferramenta que pode ser usada para controlar a carga de treinamento e possivelmente evitar o overreaching não funcional e o overtraining.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v25i3.7505

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement