ANÁLISE DOS ASPECTOS ANTROPOMÉTRICOS EM JOVENS ATLETAS DE ALTO RENDIMENTO PRATICANTES DA MODALIDADE FUTEBOL.

Marcus Vinícius Lopes de Moraes, Carlos Vinícius Herdy, Mauricio Prudêncio dos Santos

Resumo


As medidas antropométricas estão sendo amplamente utilizadas, na verificação das adaptações em resposta ao treinamento, para acompanhamento e desenvolvimento na seleção de atletas. Este estudo teve como objetivo analisar e caracterizar a composição corporal de atletas da categoria de base de um clube de alto rendimento do Estado do Rio de Janeiro, na modalidade futebol participantes do período competitivo do ano de 2008. Todos os dados da amostra foram coletados no término da temporada em dezembro. A amostra desse estudo foi caracterizada por um grupo de 198 futebolistas do sexo masculino divididos em 5 grupos: Sub19 n=40, Sub17 n=42, Sub15 n=41, Sub13 n=35 e Sub11 n=40. Foi utilizada estatística descritiva (média ± desvio padrão) através do programa BioEstat 4.0 e utlilizou-se da “ANOVA one way” complementando-se com o teste “Bonferroni” com nível de significância para as amostras de P<0.01. As variáveis antropométricas ligadas à composição corporal: peso corporal, estatura, percentual de gordura, SDC (somatório de dobras cutâneas), peso gordo e peso magro mostraram perfeita evolução dentre as categorias analisadas, o que significa ter uma harmonia no processo de evolução entre os grupos. O fator que caracterizou o desenvolvimento desses atletas foi à diminuição da massa óssea (Relativo) provavelmente por causa do fim do desenvolvimento longitudinal e o aumento da massa muscular (Relativo e Absoluto) proveniente da necessidade imposta pela dinâmica do jogo ser mais competitiva na transição entre as categorias.
Palavras chaves: Composição corporal, categoria de base e futebol.

Palavras-chave


Composição corporal, categoria de base e futebol.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v17i2.963

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement