Proposta de Ensino de sapateado para Crianças Surdas

Keila Ferrari Lopes, Paulo Ferreira Araújo

Resumo


O sapateado é uma atividade que tem como principais características o ritmo e a coordenação motora. Para um bom desempenho do sapateador é necessário domínio rítmico. Neste projeto o objetivo está centrado na estratégia de ensino de sapateado para criança surda. Se o problema para plena realização desta atividade é a deficiência auditiva e dificuldade de percepção rítmica, nosso objetivo específico foi tornar possível o aprendizado do sapateado pela criança surda através da compreensão das estruturas rítmicas e percepção da vibração dos sons feitos pelas batidas dos pés. Recorremos à utilização de um tablado de madeira e de “dicas” visuais, através da adaptação do sistema Khanotation (simbologia do sapateado americano), utilizando cores e figuras, para que ocorresse a associação do desenho à batida dos pés e os sons por eles produzidos. O grupo foi constituído por cinco crianças surdas e uma ouvinte, de ambos os sexos, entre as idades de nove a doze anos, da Associação de Pais e Amigos do Deficiente Auditivo de Itu (APADAI). Foi possível observar que mesmo havendo variação entre: experiências anteriores, grau de interesse e repertório motor o grupo executou as atividades atingindo o objetivo desejado ao executar coreografias adaptando-se a um ritmo comum ou satisfatório.

Palavras-chave


Sapateado; Surdez; Ritmo; Ensino

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v17i1.971

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement