Efeitos de um programa de exercícios aquáticos na atividade de vida diária de idosos portadores de transtornos motores.

Anselmo José Perez, CARLA ZIMERER, RAQUEL SANTOS SILVA

Resumo


Introdução: as alterações relacionadas com a idade que ocorrem no sistema musculoesquelético, em especial, constituem maior fonte de preocupação para os indivíduos idosos, pois a diminuição da força muscular, associada a redução da flexibilidade articular implica diretamente na perda da capacidade funcional, limitando a realização das atividades de vida diária (AVD) e comprometendo o bem-estar do indivíduo. Objetivo: avaliar os efeitos de um programa de exercícios aquáticos nas AVD de idosos portadores de transtornos motores. Metodologia: participaram do estudo 29 idosos de ambos os sexos, com média de idade correspondente a 71,1 anos, portadores de transtornos motores que completaram um programa de exercícios aquáticos de cinco meses. A comparação dos resultados do pré-teste e pós-teste de AVD foi feita através do teste t de Student pareado, com nível de significância de p 0,05. Resultados: foram notadas melhorias significativas no tempo médio de execução em 44,3% para o teste de “levantar-se do solo”, 25,5% para o de “sentar e levantar-se da cadeira e locomover-se pela casa”, e 8,31% para o de “caminhada/corrida de 800 metros”. Conclusão: os resultados sugerem que o programa de atividades aquáticas contribuiu para a melhoria no tempo de execução dos testes aplicados, indicando um possível auxílio deste programa para a realização das AVD de idosos portadores de transtornos motores.

Palavras-chave


idoso; exercícios aquáticos; transtornos motores; AVD; atividades cotidianas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v17i2.995

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement