Athletic Identity Measurement Scale: análise de validade por meio da Teoria de Resposta ao Item

Autores

  • Walan Robert da Silva Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano – PPGCMH, Florianópolis-SC, Brasil. Bolsista CAPES. http://orcid.org/0000-0003-0568-4272
  • Helton Pereira De Carvalho Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano – PPGCMH, Florianópolis-SC, Brasil. Bolsista PROMOP/UDESC. http://orcid.org/0000-0001-9456-0436
  • Thiago Emannuel Medeiros Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano – PPGCMH, Florianópolis-SC, Brasil. Bolsista FAPESC. http://orcid.org/0000-0003-2745-9762
  • Ericles de Paiva Vieira Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano – PPGCMH, Florianópolis-SC, Brasil. Bolsista FAPEAM http://orcid.org/0000-0001-5762-8315
  • Gislane Ferreira de Melo Universidade Católica de Brasília – UCB, Programa de Pós-Graduação em Educação Física e Programa de Pós-Graduação em Gerontologia, Brasília, Distrito Federal, Brasil. http://orcid.org/0000-0003-3551-5963
  • Roberto Moraes Cruz Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Programa de Pós-Graduação em Psicologia – PPGP, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil http://orcid.org/0000-0003-4671-3498
  • Andrea Duarte Pesca Universidade de Lisboa, Faculdade de Motricidade Humana – FMH, Programa de Pós-Graduação em Psicologia do Desporto, Portugal
  • Fernando Luis Cardoso Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Pós-graduação em Ciências do Movimento Humano – PPGCMH e Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. http://orcid.org/0000-0002-3074-0988

DOI:

https://doi.org/10.31501/rbpe.v10i1.11554

Resumo

Tem-se por objetivo aplicar o modelo da Teoria de Resposta ao Item (TRI) no construto identidade do papel de atleta utilizando a medida Athletic Identity Measurement Scale (AIMS). Participaram 387 atletas de distintas modalidades esportivas. As análises foram empregadas a partir dos itens da AIMS, por meio da TRI que verificou o poder de discriminação dos itens pelo coeficiente ai, e a qualidade dos itens pelo b’s. Os itens da AIMS mostraram-se, em sua totalidade, capazes de diferenciar sujeitos com magnitudes próximas de Identidade Atlética (IA). Com relação à dificuldade do instrumento, pode-se perceber que os itens se distribuíram adequadamente nas faixas esperadas. A partir da adaptação da escala AIMS desenvolvida para capturar diferentes dimensões da identidade do papel de atleta, esta pesquisa apresentou um modelo de medida válido e parcimonioso, o que indica o AIMS como um instrumento confiável para a mensuração da IA em atletas brasileiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-08-31