Entre o cuidado e o mercado: os sentidos da Covid-19 para professores de lutas

Autores

  • Juliana A. de Oliveira Camilo PUCSP
  • Ana Paula Roth
  • Giovana Zini Raucci
  • Katia Rubio

DOI:

https://doi.org/10.31501/rbpe.v10i1.11727

Resumo

O presente trabalho se propõe a compreender como o SARS-COV-2, conhecido também como COVID-19 ou CORONAVÍRUS, circulou entre professores de modalidades esportivas de combate, em uma cidade metropolitana de São Paulo. A questão aqui apresentada surgiu durante a pesquisa de pós-doutorado da primeira autora, ao entrevistar, junto com demais pesquisadoras, professores de lutas durante o mês de março de 2020, conhecido também como período de “quarentena”. A epistemologia aqui adotada segue a psicodinâmica do trabalho. Leituras densas das cinco entrevistas nas quais o tema emergiu, sugeriram que os sentidos do SARS-COV-2, transitava entre a necessidade de acolhimento e a preocupação com o mercado, imprevisibilidade e renda. Em ambos os sentidos, pode-se notar o sofrimento, a angústia e a tristeza das pessoas respondentes. Por fim, esta investigação evidencia que os professores estão entre imersos em conflitos, entre as relações de cuidado e seu importante papel para a saúde física e psíquica de seus alunos, assim como imersos em preocupações que envolvem o mercado (lógica do desemprego, do medo de perder e não retomar os alunos).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-08-31