O atleta e a Experiência da Hospitalização

Luciana Tabarini Lima, Katia Rubio

Resumo


Considerado um dos principais fenômenos socioculturais do planeta, capaz de congregar nações de diferentes traços culturais e religiosos, o esporte de forma ampla, e os Jogos Olímpicos especificamente, reflete as marcas e transformações da sociedade ao longo do último século, espelhando as diferenças entre Estados, povos e classes. Parte do interesse despertado pelo público relaciona-se diretamente à figura do atleta. A construção da identidade do protagonista do espetáculo esportivo está associada diretamente ao movimento, à conquista, à visibilidade e a busca pela excelência. Superar barreiras é um desafio físico e emocional constante que conta ainda com o risco de lesões. Deixar de treinar e competir representa um afastamento da própria identidade, ou seja, o paciente atleta requer cuidados distintos de outros pacientes hospitalizados. O objetivo deste artigo é apresentar a singularidade do processo de internação e os modos de enfrentamento de atletas de nível olímpico hospitalizados. Para tanto serão utilizadas as narrativas biográficas de atletas de diferentes gerações olímpicas.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbpe.v6i3.7581