Quando a dor não faz parte do uniforme: os necessários cuidados com atletas e cuidadores no processo de reabilitação

Katia Rubio, Márcia Regina Lima Costa, Luciana Tabarini Lima

Resumo


A dor é uma presença constante na vida de atletas profissionais. Resultado do uso do corpo em seu limite a dor deixa de ser um sinal de alerta para ser uma condição permanente indicando altos níveis de demanda física e emocional. A essa dor, denominada dor do treinamento, pouca importância é dada pelo atleta e comissão técnica. No entanto, quando se apresenta uma lesão que impede o exercício profissional manifesto em treinamento e competições, uma nova conduta deve ser adotada para o pronto restabelecimento. A dor da lesão demanda cuidados específicos da equipe de saúde que trabalha com o atleta para que a adesão ao processo de reabilitação ocorra de forma eficiente, respeitando as necessidades do atleta. Esse artigo consiste de uma revisão de literatura acerca da dor e da importância dos cuidados da equipe de reabilitação com atletas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbpe.v8i2.9531