MÔNICA TOY, TOY, TOY...: YOUTUBE, INFÂNCIAS E HISTORICIDADES NO CONSUMO DE PRODUTOS TELEVISIVOS INFANTIS

Autores

  • Michele Negrini UFPEL
  • Elisa Bastos Araujo UFBA
  • Fernanda Gonçalves Caldas UFBA

Resumo

Neste trabalho, vamos analisar a historicidade do consumo televisivo infantil a partir do olhar para as transformações da marca Turma da Mônica, tendo como objeto a websérie Mônica Toy. Nesse sentido, também iremos refletir sobre como as infâncias se constituem hoje na relação com o audiovisual brasileiro, especialmente na internet. Deste modo, escolhemos Mônica Toy na relação com a memória afetiva da marca, conhecida no Brasil há mais de cinco décadas, e articulada à cultura globalizante da internet. Usaremos como guia analítico o mapa das mutações culturais, proposto por Jesus Martín-Barbero (2009), pois nos orienta a perceber como o processo comunicativo é integrado às articulações com cultura, tecnologia e sociedade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michele Negrini, UFPEL

Jornalista. Doutora em Comunicação pela Pontifícia Universidade Católica do RS. Realizou estágio pós-doutoral no programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas, da UFBA. É professora do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Pelotas.

Elisa Bastos Araujo, UFBA

Jornalista formada pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Pesquisadora voluntária do Centro de Pesquisa em Estudos Culturais e Transformações na Cultura (TRACC – UFBA). E-mail: elisaba@id.uff.br

Fernanda Gonçalves Caldas, UFBA

Jornalista formada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Pesquisadora voluntária do Centro de Pesquisa em Estudos Culturais e Transformações na Cultura (TRACC – UFBA). E-mail: fernandacaldas4@gmail.com

Downloads

Publicado

2022-04-16

Como Citar

Negrini, M., Araujo, E. B., & Caldas, F. G. (2022). MÔNICA TOY, TOY, TOY.: YOUTUBE, INFÂNCIAS E HISTORICIDADES NO CONSUMO DE PRODUTOS TELEVISIVOS INFANTIS. Comunicologia - Revista De Comunicação Da UCB, 14(2), 39 - 61. Recuperado de https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RCEUCB/article/view/13526

Edição

Seção

Artigos Livres