Os Eventos Científicos: espaços privilegiados para a comunicação da ciência

Vera Aparecida Lui Guimarães, Maria Cristina Piumbato InnocentiniHayashi

Resumo


Estudo teórico sobre o processo de comunicação na ciência, abordando os principais canais de comunicação utilizados pelos cientistas de diferentes áreas, que são o informal e o formal. Esses canais são utilizados em diferentes estágios do desenvolvimento dos trabalhos científicos, conforme mostra o Modelo de Garvey e Griffith. Enquanto o recurso do canal informal é mais utilizado para a pesquisa em andamento e com resultados parciais, o canal formal – principalmente o artigo científico – é mais apropriado para trabalhos finalizados e que possuem uma avaliação mais rigorosa (peer review). Os eventos científicos (congressos, simpósios) constituem os espaços privilegiados para apresentação de trabalhos em andamento, pois permitem a apresentação prévia aos pares, possibilitando a incorporação das apreciações e novos insights. Nos eventos também são identificadas as “autoridades” constituintes dos Colégios Invisíveis em suas áreas de especialização. Os trabalhos em eventos que eram de difícil acesso (“literatura cinzenta”) no passado, atualmente, com os recursos das tecnologias de informação e comunicação, a tendência tem sido disponibilizar esses trabalhos para o público em geral. A desvantagem dos eventos em relação ao pagamento de inscrição e estadia, também está sendo contornada com os eventos eletrônicos, com a audiência online

Palavras-chave


Eventos científicos. Comunicação científica. Comunicação formal. 4. Comunicação informal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/comunicologia.v7i2.5656