Mediação da comunicação e das práticas cotidianas na conquista da cidadania dos quilombolas

Autores

  • Cristovao Domingos ALMEIDA Universidade Federal do Pampa

DOI:

https://doi.org/10.24860/comunicologia.v10i1.8016

Resumo

O objetivo deste artigo é compreender a comunicação e as práticas cotidianas enquanto espaço de mediação nas experiências de vida dos quilombolas da comunidade rural Campina de Pedra, localizada no município de Poconé, estado de Mato Grosso. Fundamenta-se que a comunicação é: trocas, partilhas e diálogo, que ativa o pensar crítico e fortalece a participação em busca de direitos. Metodologicamente, apoia-se na observação e entrevistas em profundidade para entender a comunicação e as práticas cotidianas dos quilombolas enquanto lutas e esforço para manter as tradições. Constata-se que mesmo com as mudanças ocorridas na comunidade, após o acesso aos bens simbólicos, ressignifica o local, garante o pertencimento e amplia-se a criticidade em prol das transformações sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristovao Domingos ALMEIDA, Universidade Federal do Pampa

Pós-doutor em Comunicação e Práticas de Consumo (ESPM), Doutor em Comunicação e Informação (UFRGS), mestre em Educação (Unisinos) e graduado em Relações Públicas (PUC-Campinas). É professor na Universidade Federal do Pampa.

Downloads

Publicado

2017-06-27

Como Citar

ALMEIDA, C. D. (2017). Mediação da comunicação e das práticas cotidianas na conquista da cidadania dos quilombolas. Comunicologia - Revista De Comunicação Da UCB, 10(1), 1-16. https://doi.org/10.24860/comunicologia.v10i1.8016

Edição

Seção

Artigos Livres