Crítica de mídia nas notícias fictícias do site Sensacionalista

Autores

  • Arthur de Oliveira Rocha UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.24860/comunicologia.v10i1.8132

Resumo

Este artigo investiga, através da análise de conteúdo (proposta por Bardin, 2008), o teor crítico direcionado à mídia, promovido de maneira humorística, paródica e satírica pelo site Sensacionalista. Através de um recorte com 101 notícias fictícias publicadas ao longo de oito meses (janeiro a agosto de 2016), analisou-se se o conteúdo das publicações fazia crítica à mídia jornalística, de entretenimento ou publicitária; que tipo de mídia era alvo de crítica (jornal impresso, televisão, rádio, cinema, etc); se a crítica apresentada era positiva ou negativa; e qual aspecto da mídia especificamente era criticado na publicação. Constatou-se predomínio de críticas negativas, principalmente à mídia jornalística no suporte digital, seguido por televisão e impressos. Foram identificados, ainda, 18 diferentes aspectos da mídia alvos de crítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arthur de Oliveira Rocha, UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo (UFRN) e Mestre em Estudos da Mídia (PPgEM/UFRN)

Downloads

Publicado

2017-06-27

Como Citar

Rocha, A. de O. (2017). Crítica de mídia nas notícias fictícias do site Sensacionalista. Comunicologia - Revista De Comunicação Da UCB, 10(1), 128-145. https://doi.org/10.24860/comunicologia.v10i1.8132

Edição

Seção

Artigos Livres