Construção do hábito de ler e de viver com arte numa biblioteca de inclusão

Autores

  • Aparecida Cleia Gerin
  • Dinorá Couto Cançado

Resumo

Este artigo relata a prática de atividades literárias, educacionais, culturais e sociais na Biblioteca Braille Dorina Nowill (BBDN) da cidade de Taguatinga, Distrito Federal (DF), com o foco voltado para o Projeto Luz & Autor em Braille (PLAB). A Biblioteca Braille, muitas vezes, torna-se itinerante, percorrendo vários órgãos e instituições, no DF e entorno, levando o seu exemplo de leituras, por meio de linguagens artísticas, seja na música, no teatro ou na poesia. Já o PLAB acontece na BBDN e é voltado para a socialização e desenvolvimento cultural dos deficientes visuais que se beneficiam como usuários da biblioteca. A partir de uma pesquisa qualitativa, exploratória, dados foram coletados por meio de questionários e observação, em busca de respostas para o objetivo principal, que foi o de identificar desenvolvimento cultural na socialização dos usuários deficientes visuais que se beneficiam como participantes, ouvintes e coautores do Projeto Luz & Autor em Braille da Biblioteca Braille Dorina Nowill. Os resultados evidenciaram que a leitura com linguagens artísticas contribui com a inclusão social; que vivenciar a leitura com arte promove a socialização; que ler vivenciando a poesia, a música, o teatro confere maior compreensão leitora; que a leitura contribui com o êxito nos estudos, torna as aulas mais prazerosas e os alunos mais realizados; que as escolas precisam incentivar mais a leitura por meio da arte para que a Educação Inclusiva avance; além de outras constatações. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads