Etnografia de objetos e a (des)hierarquização dos saberes: um caminho para a prática docente

Autores

  • Fatíma Teresa Braga Branquinho
  • Maria Lucia Sirena
  • Liliane Machado Vieira
  • Rita de Cássia Castro

Resumo

A extensão universitária é um laboratório que pode ser observado por meio do ponto de vista proposto pela antropologia das ciências e das técnicas. Esse campo do conhecimento credita aos objetos um tipo de ação, considerando-os não humanos, quase-sujeitos. Assim, a atividade extensionista apresentada se baseia em uma pesquisa etnográfica sobre um objeto técnico: a cerâmica fluminense. A escolha por tal base teórico-metodológica teve o objetivo de fomentar a reflexão sobre a natureza da ciência, a hierarquia entre modos de conhecer e inspirar o amadurecimento de práticas docentes democráticas. A hipótese da pesquisa, que fomenta a formação de educadores na Faculdade de Educação da UERJ, é a de que a conquista da democracia – tanto na escola como fora dela – passa não apenas pela política, mas pela epistemologia. Aliando a formação docente à formação em pesquisa, a extensão contribui para que o futuro profissional desenvolva sensibilidade para colocar o conhecimento produzido na Universidade a serviço da sociedade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads