O terreiro lá de casa: reconhecimento de bens culturais e bons encontros na comunidade

Autores

  • Florianita Coelho Braga Campos
  • Maria Inês Badaró Moreira
  • Yara A. Paula
  • Lúcia Frigério Paulo
  • Maria Angélica Tavares de Medeiros

Resumo

Este artigo apresenta um relato de experiência em projeto de extensão universitária, com o objetivo de desenvolver intercâmbio cultural entre alunos migrantes, ingressos na Universidade Federal de São Paulo, Campus Baixada Santista, e moradores do Morro Monte Serrat, no município de Santos, SP, migrantes nordestinos de dois municípios do estado do Ceará. Para tanto, foram constituídos grupos de rodas de conversas, oficinas e atividades culturais entre os moradores e os alunos ingressantes dos cursos da UNIFESP – BS. Foram desenvolvidas atividades de identificação das culturas de origem dos alunos universitários e das famílias moradoras do morro; estudo dos hábitos alimentares e das festas populares; ampliação da recepção dos alunos novos para além dos espaços da Universidade; busca pelo conhecimento dos valores regionais tradicionais; além da promoção das diversas culturas por meio de eventos na comunidade, no topo do morro. O trabalho permitiu vivenciar uma aproximação entre a cultura popular e o universo acadêmico, favorecendo as trocas culturais entre a cidade e as diferentes regiões do Brasil representadas pelos participantes do projeto. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads