Extensão universitária: patrimônio, memórias e remoções urbanas

Autores

  • Débora Wobeto Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Carmem Zeli de Vargas Gil Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

Este texto apresenta reflexões sobre o processo de remoção e reassentamento de moradores da Vila Dique de Porto Alegre/RS/Brasil, resultante de um projeto de pesquisa e extensão desenvolvido no âmbito do Curso de História da UFRGS. Rodas de memórias e oficinas de fotografia e cinema foram estratégias utilizadas para conhecer como os moradores  ressignificam a história do local a partir das suas trajetórias. Ao mesmo tempo, possibilita discutir o conceito de patrimônio para além do consagrado pelas políticas de patrimonialização. O que consideram patrimônio da Vila? O que preservar do antigo território? A pesquisa resultou em três publicações, dois vídeos-documentários, a construção de marcas de memória em três instituições no conjunto habitacional e diversos artigos em eventos acadêmicos, dando visibilidade à situação das famílias, o que permitiu divulgar, publicizar e alimentar novas discussões sobre o lugar e o acontecimento da remoção e reassentamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Débora Wobeto, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Estudante de Antropologia e pesquisadora do projeto Memórias da Vila Dique e do Núcleo de Antropologia Visual (PPGAS/UFRGS)

Carmem Zeli de Vargas Gil, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atua na área de Ensino de História.

Downloads

Publicado

2017-08-03

Edição

Seção

Artigos