Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A World Citizen Magazine (WCM) constitui parte integrante do projeto editorial do Curso de Relações Internacionais da Universidade Católica de Brasília (RiUCB). Em parceria com o Programa Cidadão do Mundo, o veículo viabiliza e estimula a disseminação de estudos científicos formulados pelo corpo discente e pelo corpo docente da instituição, conjunta ou separadamente.

A revista tem por objetivo precípuo estimular a pesquisa acadêmica desde o início da graduação até os mais avançados termos de pós-graduação, sobre o firme fundamento da indissociabilidade do ensino, da pesquisa e da extensão, com que constitui-se a Universidade Católica de Brasília.

Seus objeto compreende variado campo epistemológico, com recorte teórico nas relações internacionais históricas e contemporâneas. Nesse sentido, são exemplos de eixos temáticos:

a) História das Relações Internacionais;
b) Economia e Relações Internacionais;
c) Teoria das Relações Internacionais;
d) Direito e Relações Internacionais;
e) Governança Global;
f) Meio Ambiente e Relações Internacionais;
g) Segurança, Estratégia, Defesa e Inteligência;
h) Cooperação Internacional;
i) Marketing Internacional;
j) Negócios Internacionais;
k) Comércio Internacional.

 

Políticas de Seção

Artigos

Insira aqui a política desta seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Expediente

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Sob o firme fundamento de que o melhor conteúdo editorial é obtido a partir do processo de revisão paritária duplamente anônima, a World Citizen Magazine (WCM) subsume todos os manuscritos a ela submetidos, após a análise preliminar dos membros do Conselho Editorial, a uma criteriosa avaliação de, no mínimo, dois pareceristas que desenvolvem sua função sem conhecer a autoria do texto sob avaliação.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.